sábado, maio 06, 2006

Finalmente, esta palavra!


Sou preguiçoso. É escusado estar com meis palavras ou com eufemismos - não, sou mesmo preguiçoso. Gosto de estar de papo para o ar, sem fazer nada. Um dos maiores prazeres que tenho é uma sesta depois de almoço, aos fins-de-semana (ou depois do pequeno-almoço, quando estou de férias). Uma das coisas que desde sempre me acompanhou - e, especialmente nos meus tempos de faculdade, levei bastante a sério, com intuitos perfeccionistas - foi a sorna. A sorna é aquele período matinal entre acordar e levantar. Uma boa sorna pode durar 2, 3 horas. Desde que o pequeno gnomo veio morar vá para casa que é um desporto que não tenho praticado.
Esta última noite o puto acordou. Trouxe-o para a minha cama. Por volta das 8 acordou, mas não lhe dei grande conversa, pelo que adormeceu novamente. Às 9:30, 10 horas, já me perguntava se já era dia. Disse-lhe que sim, que o sol já tinha nascido, mas inspirei-me e julguei chegada a oportunidade - Queres que te ensine uma coisa nova? «Xim». Passo-lhe o conceito de sorna. Rapidamente passamos para aplicações práticas. A lição foi coroada de sucesso. Levantámo-nos às 11:20! Acho que ganhei um seguidor...