domingo, abril 09, 2006

Gaffes Infantis ...

Sexta Feira. Cheguei a casa mais cedo devido a necessidade de ausência da empregada. Como o bom tempo se faz finalmente sentir, o V., excitado com a minha presença antes da hora habitual a um dia de semana, pede para dar um passeio antes de jantar. Assenti e saímos ao mesmo tempo que a empregada (Sissi, para os amigos ...). Quando descemos a rua os três, cruzamo-nos com duas ciganas, de idade aparentemente avançada, todas vestidas de preto.
- Sissi! Uma xigâna!
Terror. Vergonha. Mais terror (com aquelas não se brinca ...).
- Sissi ...
Mão na boca do gaiato para evitar uma cena canalha. Esperamos que se afastem e comentamos o sucedido sem perceber como saberia ele (suspeito que a culpada estava entre nós, mas isto pode ser só a minha imaginação a funcionar ...).
Domingo. Descemos a rua só os dois para ir até à pastelaria perto de casa. No final da rua, sentada num pequeno muro, vislumbro uma mancha negra. Tarde demais para mudar de passeio sem dar muito nas vistas.
Mudo o V. para a outra mão a ver se ele não topa e passo de mansinho, transida ... Quando estamos lado a lado com a figura, esta resolve manifestar-se alto e bom som, dirigindo-se a alguém que passava do outro lado da rua:
- Ó vizinha, venha cá ver que por ver não paga nada!
Apanhamos os dois um cagaço de morte, embora por motivos diferentes, creio. Estacamos por mera reacção. O V. recompõe-se e o pior acontece, então:
- Mamã, quéo vêdi a vixinha da xigâna!